quarta-feira, 9 de dezembro de 2020

PRIMEIROS PRESENTES

Duas bolsas para talheres, saídas das mãos da minha sogra, 87 anos de idade.

Quem sabe nunca esquece.

   



quinta-feira, 3 de dezembro de 2020

CÁ POR CASA... #2

cá por casa, cá por casa, cá por casa, cá por casa, cá por casa, cá por casa, cá por casa, cá por casa, cá por casa, cá por casa, cá por casa, cá por casa, cá por casa, cá por casa, cá por casa, cá por casa, cá por casa, cá por casa, cá por casa, cá por casa, cá por casa, cá por casa, cá por casa, cá por casa, cá por casa, cá por casa, por casa, por cá.         




sexta-feira, 27 de novembro de 2020

DE NOVO, PARA O MEU PAI

Faz hoje 5 anos que escrevi esta mensagem.

Hoje, que o meu pai faz a bonita idade de 79 anos, continua a ter ainda mais valor.

Parabéns ao meu pai que é um jovem senhor.




segunda-feira, 23 de novembro de 2020

FELIZ ANIVERSÁRIO

23 de Novembro de 1992, também era segunda-feira, quando tu vieste e me escolhes-te para tua mãe.

Obrigada por isso.

Parabéns filha, menina-mulher, minha luz na escuridão, meu amor...




quarta-feira, 18 de novembro de 2020

ESTE BLOG TEM MÚSICA DENTRO

Esta semana deu-me para a música, que é sempre uma boa opção.

Tirem a máscara (em casa, sim!), os sapatos e dancem.

Ponham o volume no máximo, se o vizinho reclamar, convidem-no a fazer o mesmo.

Sacudam por uns momentos, a tristeza, a ansiedade, o medo, a incerteza, e também o rabo.

Embora lá fazer um flash mobe caseiro, que eu, mesmo com dois pés esquerdos e uma perna bamba, sou primeiras.





segunda-feira, 16 de novembro de 2020

PORQUE TODOS SENTIMOS

"Now this mountain I must climb,

feels like a world upon my shoulders"

Ao vivo e a cores, Foreigner, I want to know what love is

Lou Gramm a mostrar que a idade é apenas um detalhe.




sexta-feira, 13 de novembro de 2020

YEAH! SEXTA-FEIRA 13

Venham as bruxas e vampiros, o Conde Drácula, o Frankenstein, lobisomens, fantasmas e caveiras, gatos pretos, morcegos, lua cheia, rufem os tambores, que hoje o homem cá de casa faz anos.

Parabéns marido.






segunda-feira, 9 de novembro de 2020

PESSOAS QUE ODEIAM SEGUNDAS-FEIRAS

e fazem questão de o gritar ao mundo e arredores, estão no seu direito.

Mas digo-vos, que já me começam a irritar comá merda, são vocês, o epidemiologista Paulo Portas e o virologista Marques Mendes, não há pachorra.

Não, não amo perdidamente a dita segunda, mas sabem do que gosto mesmo?

De chegar ao fim do mês e o ordenado cair na conta, porque tenho cenas, bué, para pagar, e para isso, (adivinhem lá) tenho de trabalhar.

E porque todos os dias me dá prazer acordar vivinha da silva, incluindo às 2ªs. feiras. Acordar morto é trágico.

Pá, arranjem outro ódio de estimação. Nem vou exemplificar com o vírus e a pandemia, porque antes deles surgirem já a desgraçada da segunda era vilipendiada, mas podem odiar os broches da Dra. Graça Freitas.

E antes de picarem o ponto, vejam o que o horóscopo vos reserva para a semana.



quarta-feira, 4 de novembro de 2020

MAIS UM.. E SIGA

Ontem, celebrei 30 anos de casamento - o homem também, ainda dizem que não há coincidências!!

Se em 1990, juntámos cerca de 150 pessoas no casório, ontem fizemos a festa, ambos os dois.

Se há cinco anos, celebrámos em Veneza, ontem foi em casa.

Se há dois anos foi num yurt no Glamping, O Homem Verde, este ano foi no nosso espaço.

E daí não veio mal ao mundo, não houve traumas nem decepções, apenas o que o actual estado de pandemia exige de nós.

Houve conforto, cumplicidade e bastou.



quinta-feira, 29 de outubro de 2020

NATURALMENTE

A beleza do lado de fora, o charme do lado de dentro.
(Pessoas perguntadeiras, o cão não é meu)
Casco, diga olá aos senhores e às senhoras.


FOTO DE AUTOR  CONHECIDO DA
AUTORA D´ESTE BLOG




segunda-feira, 26 de outubro de 2020

DOURADA MARIA...

de sua graça, 1,100g de beleza de peixe, chegou a minha casa no passado fim-de-semana, acabada de pescar.

Paz à sua barbatana, vai hoje a cremar.





quarta-feira, 21 de outubro de 2020

CÁ POR CASA...

vamos andando na forma do costume - expressão muito usada na minha terra e bem, porque ninguém tem nada com isso e assim fica a saber o mesmo.
Mas, ei, como vocês merecem, e sei que ficam com a vida em suspenso quando não assomo à janela, tenho a dizer que esta é a minha semana zen.
Ora, em que consiste este "zenismo" em plena pandemia?
Em boa verdade vos digo, que é a semana do homem ir às compras, ao super/hiper/mini mercado.
Nem preciso de as limpar, escovar, aspirar, ensaboar, desinfectar...
Oh, a felicidade nas pequenas coisas.





segunda-feira, 19 de outubro de 2020

A APP COVID

nada preocupada com a suposta obrigatoriedade de instalar a aplicação, de seu nome completo e portuguesíssimo, StayAway and never come back, Covid murderer son of a bitch,  assim como não me preocupa o que os búzios prevêem para a minha vida. 

Há que perceber que o primeiro-ministro anda exaurido da vida e a maldizer a hora em que decidiu disputar a liderança do PS com o Tózé Seguro, e  estar convicto que a coisa não passa dum delírio do dito primeiro.

Instalei-a antes de toda esta polémica, é só mais uma mano a mano com outras que tenho, e já estou a pensar na aplicação StayAway Costa, para as próximas eleições legislativas.



terça-feira, 13 de outubro de 2020

AJUDA DO PÚBLICO

Comecei a fazer umas bolachas a atirar pró saudável, porque sou rapariga que abusa nos doces e quando me dão as fraquezas (dia sim, dia também) se não comer qualquer coisa que me saiba a açúcar, ninguém me atura e eu já sou difícil de aturar sem estar com os azeites ou neste caso sem os açucares.
Vai daí tenho usado ingredientes fit, como a farinha de aveia.
Mas sou só eu que acho - o que não me espanta nada - ou o raio da farinha é difícil de moldar, trabalhar, usar, (como quiserem)?
Algum truque ou vou ter que me inscrever no Masterchef para totós?
Agradecida.

Caso estejam interessados estas levaram farinha de aveia, amêndoa moída, sumo de um limão e um ovo - a clara juntei à massa, a gema pincelei por cima das bolachas.
Não sendo nenhum petit gâteau em cama de fios de ovos , comem-se muito bem.





terça-feira, 6 de outubro de 2020

INTROSPECÇÃO DOMÉSTICA e não só

Em meados de Setembro andei com suadoiros, toda eu era calor, eu, que mal acaba o Verão já começo a sentir o frio nos ossos e nas carnes.

Neste fim-de-semana prolongado ainda pensei em sair para ver como andam as modas - leia-se, padrões de máscaras - mas achei muito bem e por bem, quedar-me por casa.

É aqui que vocês pensam que estive 3 dias, ora esticada, ora sentada, ora de cócoras no sofá, sem fazer ponta de corno.

Era o que devia ter feito, sim senhores, derivado a uma dor numa perna que me apoquenta miseravelmente há um mês. E, sim, já fui consultada pelo médico, imaginem a gravidade da coisa, porque foi uma consulta presencial, nada de telefonemas, nem diagnósticos telepáticos.

Vai daí levei no nalguedo 25 injecções, que coitadinho, ficou mais negro que a economia deste país e a dor pouco aliviou.

Voltando aos suadoiros, foram-se, voltei à normalidade, a sentir frio como uma alma depenada.

Como tal, foi sábado, domingo, nem a República escapou, a guardar a roupa de Verão, a lavar e passar a de Inverno, arrumar roupeiros, e uma vez que a maré estava favorável, a lavar cortinados, almofadas, cobertores e tapetes, foi até o detergente acabar e a perna ameaçar com paralisação por tempo indeterminado.

Se virem por aí uma cavalheira a arrastar um membro inferior, digam-me olá, mas não se cheguem...



quinta-feira, 1 de outubro de 2020

MAGUI RECOMENDA, por isso tomai nota

Há uns anos passou na Tv, penso que no AXN Black, uma excelente série policial dinamarquesa, Forbrydelsen, com 3 temporadas.

Eu gramava ouvir aquela língua estranha e cereja no topo do bolo, a personagem principal era uma inspectora, interpretada pela actriz Sofie Grabol, que não é propriamente uma beleza segundo os cânones postiços hollywoodescos.


Esta semana comecei a ver na Netflix, uma série belga, também policial, 13 Commandments. Outra língua arrevesada, o flamengo, mas que soa bem aos meus ouvidos.

Uma das principais personagens tem interpretação de Marie Vinck, outra actriz com características físicas semelhantes ao comum dos mortais.



Para além da qualidade das séries - na minha opinião - estes factores também contribuem para me prender ao écran, farta que estou de estereótipos fabricados para enervar cada um, com o mulherio a acordar pronto para um encontro com a Rainha de Inglaterra, argh!

Ok, também vi e aconselho a série inglesa The fall
E quem é o actor que interpreta o mau da fita?? Nada menos que o sombra-de-grey-coisa-mái-boa, Jamie Dornan, com um delicioso sotaque irlandês, que contracena com a ficheira-secreta Gillian Anderson, que nunca perde a compostura mesmo quando leva uns murraços do Jeiminho.
A Anderson está sofisticadérrima, e deve ter levado a beiça ao bisturi está sempre a fazer beicinho, calhando por causa de algum trauma que apanhou nos FX, mas isso são outros quinhentos. The fall é uma série interessante.




segunda-feira, 28 de setembro de 2020

TENHO CÁ PARA MIM

que este blog é deputado da nação com assento parlamentar.

Aparece de quando em vez para picar o ponto.

Não decide se é matutino, vespertino, diário, semanal ou quinzenal, não resolve nada, vá.

Umas vezes entra mudo e sai calado, outras esganiça-se para se fazer ouvir, como se aquilo que debita fosse a coisinha mais importante na vida do cidadão comum, ou fosse um erro de casting como tantas aventesmas que desfilam pelos corredores e afins de tão nobre assembleia.

Também gosta de brincar e fazer rir o pessoal, que é outra das distintas funções de muitos senhores e senhoras que deputam, e à semelhança do macaco que tramou a mãe com a brincadeira, igualmente nos quilham à grande e à portuguesa.

É nesta altura que este blog sai de fininho porque não tem ambição, muito menos esperteza, para enganar ninguém. 

Este blog é do bem, mas em bom.

Cuidem-se, fiquem em segurança, não me contaminem o estaminé.



segunda-feira, 21 de setembro de 2020

PARABÉNS MEUS QUERIDOS

pelo vosso primeiro aniversário de casamento.

Bodas de Papel, porque o papel simboliza a fragilidade de uma relação ainda muito jovem, que precisa de delicadeza e sabedoria para continuar intacta e forte.

Que tenham sempre sabedoria para aceitar e respeitar as fragilidades um do outro, e juntos as transformem em coragem e força para trilhar o caminho mais difícil, o da felicidade.





quarta-feira, 16 de setembro de 2020

A FUGIR DO 19

directamente para o 20.
Isto é que é pontaria.
A pessoa sai numa escapadinha - a pessoa já regressou, ca pessoa respeita os estados todos, do líquido ao gasoso, passando pelo de contingência - e tungas!
Já agora, como se chamam os naturais do nosso Covide?




sexta-feira, 11 de setembro de 2020

INGRATIDÃO? JAMÉ!

A pessoa - esta - anda com a inspiração pelas ruas da amargura.
A mesma pessoa não se encontra bem de saúde. 
Não (ainda) não é a peste negra do covid.
A mesmíssima não tem por cá passado.
E o que acontece nestes entretantos??
Este blog, pertença desta mesma, mesmíssima, bate recordes de visualizações.
Vindos em grande parte do reino da Suécia!!
Ó meus vännerguinhos...
se não convencerem os vossos vizinhos noruegueses a deixar o Nobel da Paz, sossegado, longe do Trump, deixam de cá vir picar o ponto.
Ficam fora do meu corredor aéreo.



quarta-feira, 2 de setembro de 2020

FOI EM SETEMBRO QUE TE CONHECI

 já dizia o Espadinha.

Talvez por isso, para muitas pessoas, Setembro seja um mês de novo(a)s começos, recomeços, amanheceres, conhecimentos, alvoradas, oportunidades, desejos, objectivos...

Simpatizo com ele, mas novo??

Na minha idade já nada é novo, na minervem!



quinta-feira, 27 de agosto de 2020

AI, A PaTA DA NOSSA VIDA

Depois da NASA ter anunciado que há 0.4% de probabilidade de um asteróide  descoberto em 2018, cair na Terra no próximo mês de Novembro, ficou tudo com o pito aos saltos derivado dos nervos.
E com muita razão, pois, Edward Murphy, o tal da Lei de Murphy, era engenheiro aeroespacial.
Mas, olhem, eu, que hei-de falecer velhinha, velhinha parva e optimista, acho que é uma boa oportunidade de nos livrarmos do Covid. 
Vai planeta, vai vírus,...

vamos nós,... mas isso agora, não interessa nada.



quarta-feira, 19 de agosto de 2020

terça-feira, 18 de agosto de 2020

O QUE FOSTE LÁ FAZER? GIROFLÉ FLÉ FLÁ

Esta vossa escrivã de 54 anos, feitos neste querido mês de Agosto, decidiu ser tempo de voltar ao senhor doutor oftalmologista, uma vez que, com a idade tudo muda, mirra e definha e tudo e tudi, e a visão não é excepção e cada vez vejo menos, principalmente dinheiro na carteira e a covid a ir bardamerda.
Pois que lá fui, a medo, ca pessoa fica ali mano a mano com o médico, mas não havia outra solução.
Depois de me colocar praticamente todas as lentes que tinha disponíveis e eu a continuar sem ver um niquito melhor, acabou por me dizer qu´isto é da idade, mudando muito pouco da graduação que já tinha.
Moral da história; só volto ao oftalmologista daqui a 30 anos para me prescrever uma bengala, até lá vou consultando o optometrista, que sempre fica mais barato.

Disto é melhor nem falar, para não me exaurir mais os nervos!








terça-feira, 11 de agosto de 2020

ESTA COISA DA FAMA

Uma senhora já não pode arejar as mamunfas que aparecem de imediato os paparazzi.

Canseira.






segunda-feira, 3 de agosto de 2020

5 MINUTOS...

para ficarem a conhecer mais sobre esta que vos escreve, o que não sendo grande coisa, também não traz mal à humanidade.
Ide ao blog da Isy - Ontem é só memória - faxavôr.

Se me dão licença, vou continuar as vacanças a marinar.
Ficar benzinho.




quarta-feira, 22 de julho de 2020

EU É MAIS VESTIDOS

O mês passado aventurei-me nas compras on-line.
Duas blusas e dois vestidos, e porque estavam em promoção.
As blusas são ambas tamanho S, mas, mistérios desta vida, uma delas fica-me enorme e ainda não tive coragem de ir à costureira.
Passinhos de bebé, buzina-me a put@ da ansiedade e eu obedeço.
E não inervem que não dá para trocar, porque lavei antes de experimentar.
Já há algum tempo que me rendi aos vestidos, práticos, sem aquele grandessíssimo dilema da conjugação de várias peças.
Nos entretantos, filha linda mais velha e genro estiveram por cá uns diazitos, mal deu para matar saudades.
Com a visita, voltaram ao meu armário vestidos que já nem me lembrava que tinha, que isto de mãe e filhas vestirem pela mesma bitola é lindo, mas quem se lixa é sempre a mãe.
Portanto, compras feitas para o Verão.
Bem sei que a economia assim não vai longe, mas também já não ia, ?




quarta-feira, 15 de julho de 2020

BURROS

Não é fácil o trabalho desenvolvido por pais, educadores, professores, bibliotecas e outros agentes educativos para incutir e desenvolver o gosto da leitura nas crianças. 
É um trabalho em constante construção.

Sou fã incondicional de livros infantis.
Além das histórias que contêm, as ilustrações permitem às crianças - mesmo as que ainda não sabem ler - construir as suas próprias histórias.

Muitas editoras como a Orfeu Negro, elaboram vídeos com resumo de livros - book trailers - que são uma delícia para toda a família e uma forma de apelar ao interesse na sua aquisição.
Também há sempre a opção de os requisitar nas bibliotecas públicas.

Este livro, "Burros", serve também para alertar algum adulto mais distraído que haja por casa.






Este não é um post publicitário, escrevi-o porque me apeteceu, ora essa!




terça-feira, 14 de julho de 2020

PONHA UM LIVRO NO AR

quem leu os "caprichos", fotonovelas cor-de-rosa, a grande maioria da escritora Corin Tellado.

Ena, tanta gente... vintage.


Imagens retiradas da internet



segunda-feira, 13 de julho de 2020

quarta-feira, 8 de julho de 2020

RUMEX ACETOSA...

de seu nome científico, (ó pra mim tão sabedoira) conhecidas como azedas, azedas-bravas, erva-vinagreira ou vinagreira.
Hoje tenho estado assim e desconfio que amanhã também.
Logo se verá na sexta-feira.
A humanidade em geral, certas pessoas em particular cheiram-me a merda.
É bom sinal, acho, não perder o olfacto.
Mesmo distantes de mim, consigo cheirá-las, fedem.
Por hoje é isto e não é pouco.
 
 


terça-feira, 7 de julho de 2020

SIGNORE MORRICONE

Compositor da banda sonora de dois dos meus filmes preferidos, "Era uma vez na América" e "Cinema Paraíso", Ennio Morricone deixou-nos ontem com a bonita idade de 91 anos.
Escreveu o próprio obituário, pena que não o tenha musicado.
Obrigada ao Maestro do cinema.







segunda-feira, 6 de julho de 2020

CONSELHO PARA LEVANTAR A ECONOMIA e não só

Quanto à decisão do governo britânico de não incluir Portugal no corredor turístico de Inglaterra, seria conveniente que o nosso país criasse uma equipa de negociadores, à semelhança da polícia em relação ao resgate de reféns, liderada por Zezé Camarinha, que tem um vasto currículo no que diz respeito às bifas aos turistas estrangeiros que nos visitam.
Mesmo que Zezé já esteja "aposentado", em tempo de guerra não se limpam armas e todos as estratégias são válidas para defender o país.
Go Zezé, put da cream.




quarta-feira, 1 de julho de 2020

A CINHA coise *

socialite de profissão, irmã da Canixe, da Xaroquinha, da Patarusca, mãe  da Paloquinha e da Isauridazinha, diz que apoia o Chega do (des)Ventura.

E prontes, a Beatriz Costa que me perdoe,

"Ai chega, chega
chega, chega ó minha agulha
Afasta, afasta, afasta
afasta o meu dedal
Ó Cinha brejeira não sejas trafulha
e vai mazé coser o avental.

- Ó Andrézinho eu não lhe disse que esta porrAAAAAAAAAAA não andava"


* ao que uma pessoa chega para vos animar (espero eu de que!)




segunda-feira, 29 de junho de 2020

FIZ UM ACORDO...

com o marido (o meu).
Vou eu às compras apenas uma vez por semana, se faltar o papel higiénico, lava-se o cu.
Quando chego com as compras, deposito-as à entrada da porta e ele trata de as desinfectar e arrumar, que esta cena do vírus poder vir acoplado à lata do atum ou no meio dos tomates já me desaustina os nervos, o tronco e os membros. 
E eu sou fraquinha dos nervos, tenho que os preservar, já o homem tem uns nervos de aço, benzódeus.
Somos a definição perfeita de yin e yang.

Depois desta tarefa estar concluída vamos caminhar à beira mar, para carregar energias e desempoeirar a carcaça.
É um dos momentos em que a pandemia desaparece, as pessoas trocam a máscara pelo fato de banho, a vida retoma a "normalidade" e eu volto ao mar da minha infância, que nunca me cansa.
Com a sua força e desprendimento vem acariciar-me os pés e sinto-me grata por isso.
Quem disse que não devemos voltar aos sítios onde fomos felizes?




quarta-feira, 24 de junho de 2020

MATAR O BICHO...

na gelataria Veneza, cujos proprietários são chineses.
A poucos metros de casa, dei a volta ao mundo e ao estômago.






segunda-feira, 22 de junho de 2020

ALTAMENTE...

que rima com ardentemente, advérbio utilizado pela Dra. Graça Freitas para expressar a sua vontade da realização da Champions em Lisboa.
Seja feita a sua vontade.
Como terá lugar no mês do meu aniversário, estou a pensar em fazer uma sardinhada no fim da grande final, no relvado.
Cada um terá direito a 3 sardinhas, um pedaço de broa, um copo de vinho e uma fatia de bolo.
Vai ser uma festarola, assim o Covid não me apanhe na curva e me deixe chegar aos 54.
Estão todos convidados, a classe médica em geral, os enfermeiros em particular.
O Marcelo, o Costa, a Gracinha, a Temido, o Sales, aquele senhor que substituiu o Centeno e nos faz as contas à vida.
O Paulo Portas não aceitou porque se deixou de arraiais e também vai de férias num submarino que está estacionado na baía de Cascais.
Up, up...







quarta-feira, 17 de junho de 2020

PARA OS AFICCIONADOS...

amigos, amantes, apaixonados, defensores, fãs, acorrentados das touradas, tende calma que está tudo a ser preparado ao mais ínfimo pormenor para o regresso desse espectáculo de grande valor sociocultural.
Estão a ser ultimadas as máscaras sociais para os touros e todas as partes interessadas estão a ser avaliadas.
Tarda nada a festa brava está de volta.
Olé

Imagem retirada algures da internet



segunda-feira, 15 de junho de 2020

LEVANTAI HOJE DE NOVO...

esses cus da cama.
Deixem-se de mimimimimis porque é segunda-feira.
Não se esqueçam dos milhões que têm de injectar na TAP, no Novo Banco, nas custas do processo EDP/António Mexia, onde não devia, acho que estou a esquecer alguns, mas por agora já são motivos suficientes para se deixarem de preguiça e estarem constantemente a reclamar que são mal remunerados e que o custo de vida aumenta bestialmente todos os dias.
E a crise económica provocada pelo Covid-19?
Não estão a pensar que são aqueles boys e girls lá de Bruxelas que a vão pagar, pois não?
Não há pachorra.
Lamentam-se, guincham, protestam, falam, falam e não fazem nada.
Menos palavras e mais acção.
Sejamos patriotas.

(Vamos tirar uma selfie com o Marcelo, que a azia já passa!)

sexta-feira, 12 de junho de 2020

AI PODES, PODES

Este Verão a minha Praia vai ter lotação máxima de 5800 pessoas.
Cá para mim os da terra devem ter prioridade, por isso nem me chego à banca das senhas.
Também queriam ter uma praia, ? Palecos!
Mas, como sou uma alma caridosa, bem negociado cedo o meu lugar, entre as 12h e as 16h.
Preparem o livro de cheques e enviem mensagem privada.
Aviso já que o contrato só é válido depois de verificar que o cheque tem uma farta cabeleira.





segunda-feira, 8 de junho de 2020

A PESSOA...

confinou. A pessoa começou a desconfiar de tudo, a ter medo de tudo, a ter nojo de tudo.
A pessoa saía à rua, apenas porque tinha que encher e vazar a tripa.
A pessoa desconfinou.
Começou a trabalhar presencialmente.
Ao fim do primeiro dia, os nervos da pessoa estavam mais frangalhados do que é normal.
A pouco e pouco a pessoa começa a descontrair um cadito, para não endoidecer completamente.
Já está mais no relex, contudo, tentando não descurar as recomendações da DGS.
No último fim de semana de Maio a pessoa trabalhou e perdeu a conta ao número de pessoas com quem teve contacto, sempre com a cassete em play "ó faxavôr não ultrapassar a linha bem visível no chão".
Nunca andaram ao catraio, no final do Verão, com os olhos postos na areia à procura duma moeda.
A determinada altura, a pessoa já desvairada, alertava para que se mantivesse o devido distancionamento!
A pessoa passou (se é que é possível) a lavar e desinfectar mais as mãos.
A pessoa já foi ao cabeleireiro e à esteticista, deu umas caminhadas à beira-mar, a pessoa já se sentou numa esplanada, a pessoa já comprou comida num teiqueauei.
Ainda não arranjou coragem para ir ao oftalmologista, mas lá chegará o tempo e se fizer questão de continuar a ver.
A pessoa tem ganas de ir de férias, nem que seja de tenda às costas, num camião de transporte de suínos.
A pessoa até se sentiria normal, se alguma vez, o tivesse sido.
Não sei quem é esta pessoa, mas podia ser eu, talequalmente.








quinta-feira, 28 de maio de 2020

FOI ONTEM, UAU...

dia de cabeleireiro.
Nunca me tinha despachado tão rapidamente, o salão todo para mim, até me senti a Duquesa da Bridge d´Arrábida.
Saí de lá, ainda estava um calor infernal.
De regresso a casa, sozinha com os meu pensamentos - o que nem sempre é seguro - estava com vontade de ir esplanar à beira mar, comer um gelado, ver o pôr do sol e pensar na morte da bezerra.
Estacionei o carro em casa e entrei... mas, antes de mim, já tinham entrado centenas de mosquitos, vindos dos confins do inferno.
Lá se foi a esplanada, o gelado, o pôr do sol e a bezerra, que assim-comá-sim, já se tinha finado.
Andei uma eternidade a caçar mosquitos de aspirador em punho, suava por todos os poros, tive que prender o cabelo, acabadinho de sair das mãos da cabeleireira.
No fim, meditei, alinh(av)ei os chakras e cheguei à conclusão que nada acontece por acaso.
Foi apenas uma forma que o Universo encontrou para me fazer esquecer do Covid por umas horas.
Bem se pode ir foder.

terça-feira, 26 de maio de 2020

HOMESSA

Para além da máscara social vou começar a levar também a bomba social, quando for às compras.
Não se dêem ao trabalho de perguntar que eu explico, aqui e agora, neste preciso momento.
Para evitar que certas pessoas se colem a mim, não conseguindo distanciar-se 20 cm, nem esperar 5 minutos que eu dê de frosques, levo uma bomba de mau cheiro, ou seja, peidos e bufas engarrafados e tau, a pessoa começa a chegar-se e ali vai disto...
Com a máscara no focinho deve ser mais catita sentir o cheirinho.
Também já pensei em adoptar uma doninha-fedorenta e levá-la no bolso para o mesmo efeito.




quinta-feira, 21 de maio de 2020

21 A 21

Longo e dourado como os teus cabelos, 
cor de mel como os teus olhos,
franco e doce como o teu sorriso,
assim, é o meu amor por ti.
Sempre, para sempre.
Parabéns minha filha.




sexta-feira, 15 de maio de 2020

Ó BALANCÊ, BALANCÊ

Comecei em tele-trabalho no dia 16 de Março.
Mudei a posição do computador 4 vezes.
Custou-me a habituar, no trabalho presencial não estou tanto tempo agarrada ao computador.
Tive(mos) que reinventar a forma de trabalhar, o que é um factor positivo.
No momento em que já estava adaptada, vou começar a trabalhar presencialmente.
Vai correr bem, digo eu cus nervos.
Tenho saudades das minhas colegas, do espaço, mas se me dessem opção ficava mais tempo em casa, que a cagunfa é muita.

Apenas tenho saído para as compras essenciais, uma vez, na loucura, duas vezes por semana.
Ao principio tudo me metia nojo, agora estou expert em desinfectar o que me entra em casa, mas mesmo assim, é uma boa merda, e penso se não será um ritual nos próximos longos tempos.
Quando chego do supermercado as pernas tremem como se estivesse horas a fio a treinar no Cirque du Soleil. 

Com o que parti e esfudacei em casa nestes últimos 2 meses, quando comprar novo, num instante a economia do país se restabelece.

Aos finais de tarde e ao fim-de-semana, no tempo que as lides domésticas (ou tortura, como quiserem 😡) me deixa livre, vou até ao meu jardim apanhar sol, quando ele dá um ar da sua graça.
Tenho lá um pequeno cadeirão, olho pra ele, ele olha pra mim.
Sento-me, não sento?
Sei lá se não está carregadinho de covides.
Volto atrás, trago uma manta e cubro-o para depois me sentar.
A banalidade com que fazia muitas coisas a ser ponderada ao milímetro

Costumo dizer que não tendo jeito para nada, faço um pouco de tudo.
Não consigo entusiasmar-me pela cozinha (a não ser para fazer bolos) deve ser algum gene que nasce com a pessoa, definitivamente tenho esse défice.
Tão depressa não meto os cotos num restaurante, portanto não há outro jeito maneira de alimentar o povo cá de casa.
Valha-me que também eles se chegam ao fogão se querem comer e não fazem favor nenhum.

Tenho as nails numa miséria, mas acho que se for à esteticista e as meter no forno, cai-me a pele das mãos, o que não dá muito jeito.
Quanto ao cabelo já decidi, vou fazer este penteado, tipo amuleto da sorte.





terça-feira, 12 de maio de 2020

DIA INTERNACIONAL DO ENFERMEIRO # 2

Os enfermeiros não precisam de palmas, necessitam do respeito e do reconhecimento de toda a gente.
Todos os dias. 
Permitam-me lembrar aqui, dois enfermeiros muito especiais - como o são todos - a minha filha e o meu genro, que não vejo há cerca de 5 meses, nem sei quando isso irá acontecer.
Está tudo bem.
Vai ficar tudo bem, para os que sobreviverem e ultrapassarem esta pandemia.
E eles vão, eu sei.






segunda-feira, 11 de maio de 2020

CEREJAS

As primeiras do ano.
Sensaboronas.
Não importa, há que preencher os dias com a normalidade possível.
Guardei os caroços, não me apareça à porta algum dos ricos de que falou o governador do Banco de Portugal, os tais, que com a pandemia vão sair mais penalizados do que os pobres.
 






quinta-feira, 7 de maio de 2020

terça-feira, 5 de maio de 2020

DIA MUNDIAL DA HIGIENE DAS MÃOS...

… assinala-se a 5 de Maio.
Nunca é demais lembrar, principalmente em tempo de pandemia causada por Covid-19.
Lavem as mãos.
Lavem as mãos.
Lavem as mãos.
Lavem as mãos.
Lavem as mãos.
Lavem as mãos... pá.