terça-feira, 19 de março de 2019

QUANDO A VIDA PÁRA

a escuridão abate-se sobre nós e não conseguimos de lá sair.
Porque existe muita dor que não se ultrapassa e os dias vão correndo sempre iguais, com a sensação de vazio que nos destrói pouco a pouco.
Não se consegue a paz necessária para vivermos bem connosco e com os outros, porque nos roubaram o melhor de nós e o buraco vai-se afundando até nos perdermos.
Quem sabe, talvez algum brilho, alguma luz, possa trazer algum conforto a todos os que vivem mergulhados em nada.
Hoje vou acreditar nisso, amanhã não sei ...





quinta-feira, 14 de março de 2019

APAGUEM A LUZ

e façam o favor de cantar os Parabéns a Este blog, que fez 4 anos este mês.
(O que eu tenho poupado em terapia, senhores!)
Neste momento especial quero agradecer aos meus pais que fizeram esta "obra"-bufa que sou eu, ao meu marido que aspira a casa enquanto eu me inspiro, às minhas filhas, à vasta equipa que me veste, penteia e maquilha sempre que aqui venho, à produção que acreditou em mim, à indústria blogueira que me recebeu tão bem, benzáDeus, ao meu médico de família que ainda não percebeu que tenho uma piquena pancada.
É uma honra para mim receber neste aniversário um prémio tão merecido, esperem lá, mas eu não recebi nenhum prémio..., deram-me o guião errado!
Resolve-se já o problema, Magui atribui a Este blog o Prémio Blog-ó-Cromo do Ano e não se fala mais no assunto.
Last but not least, a todos vós que parece não terem mais nada de interessante para fazer e me acompanham nesta aventura.



terça-feira, 12 de março de 2019

QUEM QUER ? # 2

Muitas vezes tenho a sensação que vivo no cu de Judas.
Tenho o privilégio de viver num lugar sossegado 9 meses por ano, (durante os quais não se passa nada) e de ter o mar a 2 minutos de casa.
O trânsito não me tira do sério, com excepção dos 3 meses de Verão, o que é natural tratando-se duma praia.
O meu trabalho e a cidade de Leiria ficam-me perto.
Do facto de ser um lugar pequeno onde todos se conhecem e falam mais do que deviam, aprendi desde cedo a defender-me desse "pormenor".
As vantagens são muitas é certo.
Não vou ao talho nem ao supermercado comprar certo tipo de carne que só sabe a farinha, compro-a a pessoas que têm um pedaço de terra e fazem criação de animais, que sabem realmente ao que devem saber.
Deixo a imagem duns belos colhões de galo que comprei recentemente.
A carne do bicho era muito saborosa, os cojones ofereço-os a quem deles precisar.





segunda-feira, 11 de março de 2019

VITAMINA D

Faz bem e recomenda-se, por isso, há que aproveitar mesmo que o vento marque presença.
Empatámos, marcou ele e marquei eu.


sexta-feira, 8 de março de 2019

MULHER

O sorriso que ensaiavas mascarava a dor, a humilhação, o cansaço, a mágoa,   duma tragédia em que te tornaste a personagem principal, quando só querias viver ao sabor dos dias que correm leves, por vezes em sobressaltos, mas que conseguimos enfrentar quando temos uma mão que nos acaricia, quando temos alguém que nos faz acreditar que vale a pena, que caminha connosco mesmo quando escolhemos o caminho mais longo.
Foste usada, abusada, por ele e por todos os que não te conseguiram salvar.
Não querias homenagens, não querias ser noticia nacional pelo pior motivo, querias ser amada, protegida, amparada, querias respeito e ser tratada como merecias.
Não te conheci, não sei o teu nome, mas sei que a tua morte me envergonha e choca e que me pesa tão profundamente como se fosses minha irmã.
Não te devo um dia de luto, devo-te todos os dias de luta.


quinta-feira, 7 de março de 2019

INSISTEM, INSISTEM E PERSISTEM

Quando ligo o tablet o gajo enlouquece e começam a chover mensagens duma cadeia de supermercados onde raramente vou, a querer oferecer-me vouchers.
Como não quero parecer mal agradecida, respondo como a minha mãe o fez há tempos, quando recebeu um telefonema a propor-lhe que fosse a um hotel  para receber um prémio.
Respondeu a senhora minha mãe, que uma vez que o hotel era perto de sua casa, que fizessem o favor de lho irem lá entregar.
Perceberam ou querem um desenho?



segunda-feira, 4 de março de 2019

O CARNAVAL, O CONAN E O CLITÓRIS DELE

Não sou muito amiga do Carnaval, não tenho samba no pé nem nas nalgas, mas este ano estou a gostar prá chuchu.
Gostei do show de bola que o Benfica deu no Antódromo. Vão buscar!
Gostei que o Conan ganhasse o festival da canção, com a música dos telemóveis, assim como assim, perdido por 100, perdido por 1000.
Vamos lá apoiá-lo, que ele ainda está em estado "tipo" de choque! 
Mas, do que eu tinha gostado mesmo, mesmo, mesmo era que o Conan tivesse levado a cena do clitóris ao festival.
Não enjoem, não tenho culpa que o rapaz tenha uma música dedicada ao clitóris, e digo mais, concordo, porque o clitóris precisa de estímulo.
Até era senhora para me mascarar de clitóris, mas prontes, o moço preferiu os telemóveis.
O que me chateia é que sendo Portugal um país com tradição ancestral de festejar o Carnaval, este dia não seja considerado feriado nacional. 
Também não sou amiga da Imaculada Conceição e a santinha tem um feriado só dela, mas até acho bem, porque - penso eu - que a Sra. Conceição tivesse um clitóris.
Afinal, anda tudo interligado. 







sexta-feira, 1 de março de 2019

ANDAM TODOS NUMA RALAÇÃO

por causa do triângulo das Bermudas, Lady Gaga/Bradley Cooper/Irina.
Pois, que é feio, a ser verdade, o Bredezinho andar enrolado com a Gaga tendo mulher e filha.
Provavelmente até no pasa nada, mas que a Gaga anda a pedir, lá isso anda, não sabe é como.
Eu acho que a Irina tem pinta de quem é senhora para mandar umas galhetas à outra, além disso se o moço se for, deve haver uma extensa lista de candidatos para lhe aquecerem os pés.
A minha preocupação (genuína) é outra.
Então a rapariga livrou-se da D. Dolores e agora já tem a nova sogra à perna?



 Ninguém merece.

Levem-na a um Pai de Santo, para lhe sacudir as moscas sogras de andarem de roda dela, qual vira da Nazaré.
Irina, filha, pega lá este conselho de borla. Para a próxima, sim, que vai haver uma próxima e depois outra, and so on, atraca-te a um órfão.



quarta-feira, 27 de fevereiro de 2019

DEUS FALOU E DISSE: LAVEM AS MÃOS, PORRA

Um dia destes no trabalho substitui uma colega.
Da secretária dela vê-se a casa-de-banho dos homens/utentes.
Apercebi-me que alguém (homem, né?) fez o seu xixi não puxou o autoclismo nem lavou as mãos.
Problema dele? 
Por acaso o problema também foi meu, porque o dito cujo saiu da casa-de-banho, dirijiu-se a mim e eu tive que manusear os documentos que ele trazia e que agarrou depois de ter mijado e não ter lavado as mãos e os ter pousado sabe-se lá onde.
Mesmo que aquela alma viesse com o pirilau desinfectado, lavava as mãos e prontes.
Fónix, cuma gaja devia de receber um subsídio de risco e trabalhar com um fato espacial.

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2019

RIR-ME DE MIM

Nasci com este dom, porque nasci croma.
E como qualquer cromo que se preze digo e faço muitas palermices e disparates que têm a única vantagem de me fazerem rir.
E isso faz-me sentir bem, mais leve, menos ansiosa.
Sou de riso fácil, mas rir de mim própria é outro nível.
Um dia destes um senhor pediu-me desculpa, porque entrou no compartimento onde eu estava em tronco nu, à espera da fisioterapeuta.
Muito atrapalhada respondi-lhe: não faz mal!
Não lhe ter dito "esteja à vontade" foi uma sorte.
E atão
Fartei-me de rir.
Ontem fui visitar uma aldeia que tem um parque sensorial e um circuito pedestre.
Muito bonito, interessante e descontraído.
Tão descontraído que fui de vestido e botins de salto alto.
Croma, pá, depois não queres ter dores no esqueleto!
Não faz mal, porque ri-me muito e rir alivia.
Ó pra mim... parece que estou a tomar posse como ministra duma porra qualquer.






sexta-feira, 22 de fevereiro de 2019

PRETO OU BRANCO?

Estou indecisa, não sei se vista o preto ou o branco.
Gostava de saber a vossa opinião, mas depressa, antes que me constipe novamente.




quarta-feira, 20 de fevereiro de 2019

MAGUI E AS CELEBRIDADES E OS DESIGNERS E TUDO E TUDO

Há pouco tempo a actriz Catherine Deneuve leiloou os seus trapitos e acessórios com assinatura Yves Saint Laurent.
Telefonei-lhe e disse-lhe: Cátiazinha, melher, tu não faças isso, atão vais vender os vestiditos de griffe, nem sequer precisas do dinheiro, praqué esse disparate?
Respondeu que a guru japonesa da arrumação, Marie Kondo, a tinha aconselhado a dar uma arrumação à casa e eu perante tal argumento não tugi nem mugi, até porque de moda percebo tanto como de biomecânica.
Vai daí que pensei, com a morte de Karl Lagerfeld, (que descanse em paz, muitos anos sem mim) em calhando, outras moças seguirão o exemplo da Deneuve.
Eu tenho cá os meus gostos, maus ou bons, é cá comigo e gostava montes de adquirir estes dois modelos do Karl, a bom preço, qu´isto já vestiu muito corpo.
O primeiro deixa-me nostálgica, já usei muita mini-saia e também o cabelo como o da rapariga, mas em dobro.
E o espanador amarelo dá muito jeito para me assoar, principalmente neste tempo de constipação em que de vez em quando o nariz ainda pinga.
O segundo gostava de o oferecer à Madonna, que depois de ver in loco como vivem os pobrezinhos, está de malas aviadas prá terra dela.
É um gesto bonito, por quem tanto fez pelo nosso país.
Por isso pessoas, atentai e se souberem de alguma coisa, avisem, não me deixem em ralações.








terça-feira, 19 de fevereiro de 2019

TESOURINHO DEPRIMENTE

A sorte é que a minha geração não deprimia facilmente, de contrário seria uma carga de trabalhos.

Credo, sempre tive cara de lambisgóia!





segunda-feira, 18 de fevereiro de 2019

FARTINHA. CANSEI

Tudo quanto é coisa e porcaria para fazer ao cabelo já fiz.
Pinto-o há muitos anos.
Gaja que é gaja não pode andar com os brancos à mostra, olha que desleixada, até parece que quer parecer mais velha.
(Mas, se for macho o cabelo grisalho é charmoso, bardamerdamazé.)
É um aí Jasus que cabelo pintado tem que ser lavado com champô apropriado, geralmente comprado no cabeleireiro a preço de petróleo. 
Assim como assim, não estou a ficar mais nova.
Vou voltar a cortar o cabelo curto e deixar de o pintar, safod@.
A gaita é quando começo a ruminar  (em sentido figurado, convém esclarecer) , enquanto não o fizer tá a lagarta na couve. 
Vou atirar-me de cabeça, se não gostar do resultado, pinto-o com restaurador Olex. 






sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019

NACARATO

Se tiverem oportunidade de assistir ao espectáculo do jovem Tiago Nacarato, não percam.
Confesso que depois de ter visto 2 ou 3 actuações dele no programa The Voice Portugal, pensei que era só mais um, dos muitos que por lá tentam a sua sorte.
A minha filha ficou fã e por isso acompanhei-a ao espectáculo.
O jovem, nasceu no Porto, é filho de pais brasileiros e canta em português e também em português do Brasil.
Para além de cantar covers, tem músicas compostas por ele e faz-se acompanhar de uma banda de 4 elementos, jovens e competentes.
Eu fiquei rendida ao seu talento e o moço é duma simplicidade e simpatia que nos contagia, além de ser uma estampa.




 

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2019

ATÃO E O COISO DOS NAMORADOS?

Pá, este ano vou comemorar.
Tem de ser.
Acho que vai ser desta que despacho a constipação.
Só espero que o pacote também inclua paracetamol e uma saqueta de chá.
Ilustração Yehuda Devir

terça-feira, 12 de fevereiro de 2019

VOCÊS BARALHAM-ME

Quando Este blog tem mais visualizações durante algumas pausas de fim de semana, do que em muitos dias de publicação de augustas mensagens, isso significa exactamente o quê, miga(o) s??


segunda-feira, 11 de fevereiro de 2019

QUEREM SABER? EU CONTO

Estava convidada para a festa de aniversário na tal prisão de alta segurança que decorreu neste país, mas não pude ir.
Primeiro porque continuo constipada e não queria de todo, transmitir o vírus aquela boa gente.
Segundo, não estando nenhum guarda da prisão para me abrir a porta, teria que a arrombar com um pé de cabra, o que não combina comigo.
Terceiro, porque imaginei filmes na minha cabeça, onde estava a ser interrogada como testemunha num inquérito às ocorrências. 
Vejam só as coisas que me passam pela mona.
Fiquei por casa e mesmo assim, consegui ter um fim-de-semana, com cheirinho a cosa nostra.
Voltei a ver o filme O Padrinho.
Aquela cena do cavalo continua a ser a minha preferida.



quinta-feira, 7 de fevereiro de 2019

LEMBRAR E CELEBRAR ESTE DIA

em que foste embora há quatro anos.
Sem mágoa, rancor ou tristeza, apenas com a saudade que deixarias mesmo que vivesses na rua de baixo.
Não há nada para lamentar, apenas para acarinhar, para apoiar, para comemorar.
Às vezes não somos nós que escolhemos a vida, é a vida que nos escolhe a nós. 
Não importa.
Desde que estejas bem e feliz, o resto nós aguentamos.
O amor encurta a distância, ilumina a escuridão, apazigua a tua ausência.
Os meus braços por mais velhos e cansados que estejam, estarão sempre estendidos para te proteger e abraçar.
Celebremos, pois, a vida, onde quer que ela aconteça.


quarta-feira, 6 de fevereiro de 2019

FISIO QUÊ?

A pessoa anda a fazer fisioterapia que o senhor doutor prescreveu, ca pessoa tem a coluna virada do avesso.
A pessoa ingenuamente pensa que é só deitar numa marquesa e levar massagens até ao tutano, com cenas quentes e outras que se alapam à costeleta e vibram.
Tudo em bom.
Mas, afinal a pessoa também tem que fazer um exame de matemática. 
Ora diga lá, de 1 a 10 quanto lhe dói.
Ora faça este exercício num ângulo de 90 graus.
Ora faça assado durante 3 segundos.
Agora cozido 10 vezes para a esquerda, outras 10  para a direita. 
Uma pessoa sai dali com o cérebro em papas de abóbora.



terça-feira, 5 de fevereiro de 2019

NOVOS LIMITADORES DE VELOCIDADE

estão a ser testados.
Decidiram as autoridades colocar lombas na vertical e não na horizontal.
Os novos modelos estarão disponíveis depois de tirarem a devida selfie com o Presidente da República.
Chamo a atenção do macho latino, que não é para parar, evitando engarrafamentos desnecessários, mas sim para reduzir a velocidade e seguir em frente, ou virar à esquerda ou à direita depois de devidamente assinalada essa intenção.
As feministas que se quiserem indignar, indignem, ´lá saber, mas atenção, que nem tudo é o que parece.





segunda-feira, 4 de fevereiro de 2019

O CONCEIÇÔN TÁ INFELIZ, YÔ

Queria que o Sporting ganhasse, yô
Mas, o Benfica não se importou, xô
E chegou a Alvalade, pô
marcou quatro sem nenhuma dô

Foi uma ganda banhada, yô
e o Sporting não sabe nadar, yô
ó Conceiçôn atira uma bóia, pô
antes que venha o Marcelo, sô

O Conceiçôn é um grande empata, fô
Chucha no zero a zero, pô
E o Varandas quer acabar com o circo, hô
Pelo menos feras já não contratou, yô


E viva o Benfica, yô
(repetir 100 vezes, yô)



quinta-feira, 31 de janeiro de 2019

AS MINHAS DORES

são como a galinha da vizinha, mais gordas.
Mais penosas, mais negras, mais insuportáveis, pelo simples facto de serem minhas. 
Esta gripe que me atacou e  meteu na cama, ninguém a sente como eu.
As dores nas articulações, a tosse que me queima os pulmões,  o medo que a febre volte em força, o tremer de frio assim como de repente ficar com calor como se estivessem 30 graus à sombra, ninguém vivencia como eu. 
O meu primo cujo funeral decorre neste momento do outro lado do Atlântico, sinto-o de forma diferente. É o meu pesar,  o meu sentir mais negro. 
O meu primo, cujo funeral se realiza (se a memória não me atraiçoa) precisamente dez anos depois do funeral de uma outra prima, na flor da idade. É a minha dor, diferente das demais. 
O meu primo que faleceu com a mesma doença, no mesmo órgão, que vitimou o irmão. 
Há coincidências ou não? 
A lembrança de todos os outros primos que partiram tão cedo. 
De que fibra somos feitos nós,  que somos tantos? 
Hoje, carrego comigo todas as minhas dores, tão profundas, porque são minhas.
Este não é um post sobre a morte, é sobre a vida, sobre a sensibilidade,  a fragilidade, o egoísmo, o choro, o medo, a afectividade, de que ainda sou capaz. 




terça-feira, 29 de janeiro de 2019

ESTE NÃO É UM MAMMY BLOG... # 3

mas tenho coisas a dizer sobre amamentação.
Primeiro que tudo cair em fundamentalismos é perigoso, cada um tem direito à sua opinião, pois que a dê e siga a sua vida.
A amamentação é um processo essencial para a saúde do bebé e para estabelecer uma maior relação de afectividade entre mãe e filho, acredito nisso, como tal amamentei as minhas filhas.
Uma durante um ano, a outra os primeiros 4 meses de vida.
A que amamentei durante um ano sempre teve problemas alérgicos que não foram atenuando com a idade, pelo contrário.
A outra faz amigdalites como quem masca pastilha elástica.
Esta foi e continua a ser a minha realidade.
Amamentei até elas quererem e as migas produzirem leite para esse efeito, o que não evitou que as miúdas tivessem alguns problemas de saúde.
Hoje, voltaria a proceder da mesma forma, mesmo sabendo dos tais problemas.
E então, isso dá-me o direito a ser a dona da verdade em questões de amamentação? De criticar mulheres que optam por não amamentar?
Dá-me o direito de atormentar uma mãe sobre os beneficios da amamentação, se ela não o pretende fazer, se está suficientemente esclarecida e sabe o que é melhor para a sua cria e também para si?
Não, não dá.
De lhe chamar cabra insensível que apenas pretende continuar com as tetas hirtas e firmes? Tenho eu com isso?
É salutar a partilha de experiências, de pontos de vista, ideias, sem no entanto, as impor ou fazer juízos de valor, pois se ninguém gosta de ser criticado que aja com os outros da mesma forma.
Em relação a quem amamenta em público, não me causa qualquer estranheza ou incómodo. 
No caso de alguém se sentir constrangido perante tal situação, parece-me que o mais correcto é pedir à mãe que cubra o acto com uma fralda, um pano, o que for do que convidá-la a fazê-lo noutro local.
Agora ide e não se enervem, que uma opinião vale o que vale.



segunda-feira, 28 de janeiro de 2019

OLHEM A MINHA VIDA!!

Como sabeis, os blogues com notoriedade são aqueles cujos autores expõem a céu aberto a família, o cão, o gato, o cágado, a periquita, a casa, os sofás, o soalho flutuante, o psiché, as viagens que fazem, os hotéis onde pernoitam, os restaurantes onde comem, as roupas que vestem, concluindo qu´isto já vai chato, as vidas glamorosas que têm (aparentemente).
Ora quem não gosta de coscuvilhar saber de vidas assim em bom?
Quem quer ver fotos das crianças/adolescentes a fazer birra? - eu, eu! - a lamber ranhoca, a arrepelar cabelo, enquanto as mães estendem a roupa, aspiram, passam a ferro, limpam o pó, ao mesmo tempo que tentam fazer a receita de arroz com atum da Dra. Cristas, porque não têm uma senhora lá de casa como a Ju?
Enquanto o pai sai porta fora, que bardamerda, não foi para aturar isto que se casou e teve gaiatada? Todos nós Ninguém, ?
A minha vida é um nadita diferente, mas gosto quinté dela e só a trocava com a Rainha de Sabá.
Por vezes lá calha, sim senhores, ter vidinha sem fazer ponta de corno, com direito a viagens, a relex, massagens e o catano (pagas por mim, mas fiquem sossegados que peço factura com número de contribuinte), cuma gaja também é filha de Deus.
Magui não és ateía? Pá, bem, mas isto soa bem, calem-se...