terça-feira, 7 de abril de 2020

O QUE VEJO DA MINHA JANELA

Tenho os vidros um nadita sujos, portanto não vejo grande coisa.
A vontade de os limpar é grande, mas mete-se sempre qualquer coisa pelo meio, tipo preguiça que como sabem é um bicho muito irrequieto, não deixa a pessoa em paz.
Mas, atenção, não pensem que não sou zelosa com a higiene da casa, a sujidade é por fora, por dentro podem-se lamber.



segunda-feira, 6 de abril de 2020

DIVAGAÇÕES PANDÉMICAS

Diz que não é aconselhável ter as unhas grandes, não vá o bicho proliferar nelas acima ou abaixo.
De cada vez que vou para as cortar, adio, porque me dão uma sensação boa de normalidade.
E porque penso, xacá esperar mais um dia, quem sabe se não acordo amanhã com a rendição do Covid-19, agitando uma bandeira branca e tudo a voltar ao que era, e eu a correr para a porta da esteticista para ser primeiras.
Não é assim tão estranho pensar nisto.
Pior, acho eu, que não percebo nada disto, são aquelas pessoas que juram a pés juntos, que depois desta pandemia, vamos ser pessoas melhores, mais preocupadas uns-cu-otres, mais tolerantes, fraternas, respeitadoras do ambiente e o car@lho.
Tarda nada estão a dizer que as pessoas vão responder aos bons dias de algumas parvas que têm a mania de ser educadas.
Que sejamos muitos para ver.



segunda-feira, 30 de março de 2020

TODO O TEMPO DO MUNDO

Rui Veloso, um bisionário.
És o maior, carago.


"Podes vir a qualquer hora
Cá estarei para te ouvir
O que tenho para fazer  
Posso fazer a seguir"

Estou cá para te ouvir, 
mas por vídeo chamada, 
o que tenho para fazer
não azeda nada

"Podes vir quando quiseres
Já fui onde tinha de ir
Resolvi os compromissos
Agora só te quero ouvir"


 Já fui ao supermercado
comprar papel higiénico,
 ando tão obcecada
e não resolvi nada. 

"Podes-me interromper
E contar a tua história
Do dia que aconteceu
A tua pequena glória
O teu pequeno troféu"


No final todos teremos
uma história para contar
e vamos confiar
que a vitória há-de chegar.

"Para ti tenho todo o tempo do mundo..."





quinta-feira, 26 de março de 2020

I´VE GOT THE LOOK

Para andar por casa em tempo de quarentena, confortável e em segurança.
Mas, atenção que não sou influencer ou lá o que é, depois não venham para aqui reclamar que mataram o gato ou o cão de susto.




terça-feira, 24 de março de 2020

QUEM M´AMANDA SER PARVA...

e não gostar de bebidas alcoólicas, nunca ter apanhado uma piela, ãn?
Tenho a ligeira sensação que me seria muito útil, por estes dias, andar de copo na mão pelos cantos da casa.
Acho, nunca vou ter a certeza.


segunda-feira, 23 de março de 2020

EU E MISS BULLOCK

Sábado entre as compras cá para casa e para os meus pais, tratar da casa e da roupa e o diabo a sete, nada de especial a registar.
Tirando o facto de andar a fugir das pessoas no supermercado, que tendo as entradas controladas, tinha gente a mais, no meu ponto de vista.
O momento tcharan do fim-de-semana aconteceu no Domingo, quando via o filme Ocean´s 8.
Gosto da Sandra Bullock, é uma rapariga da minha geração, tem pinta de ser uma gaja porreira e uma beleza suave, que não sendo estonteante, cativa.
Não é uma actriz excepcional, mas cumpre bem, não desilude.
No principio do filme, quando ela sai da prisão, pensei; dass, só mesmo nos filmes é que acontece, sair da choldra linda e maravilhosa como se fosse para a matiné dançante.
Mas, espera lá, esta pandemia que estamos a viver também ultrapassa a ficção, portanto se escapar desta, o Universo fica a dever-me um momento Sandra Bullock e rápido que não estou a ficar mais nova.


 

quinta-feira, 19 de março de 2020

QUAL É A GRAÇA?

Estamos todos apreensivos com este maldito vírus.
Acho que não é preciso repetir o que todos sabem, para nos mantermos seguros, não só por nós, mas por todos os outros.
Que não nos falte humor, para aligeirar a coisa.
Dra. Graça, estou consigo, com muito respeitinho, que é bom e eu gosto.






quarta-feira, 18 de março de 2020

(MINHA) MENINA DOS OLHOS D´ÁGUA

Para a minha filha, enfermeira em Inglaterra, cujo governo anda a brincar com a vida das pessoas.
Menina dos olhos d´água, cantada por Pedro Barroso, que infelizmente nos deixou esta semana.




terça-feira, 17 de março de 2020

TENHO UMA HORTA...

chamemos-lhe assim.
Como vêm ainda não deu nadinha, mas caso dê, e seguindo as instruções da Dra. Graça Freitas da DGS, podem cá vir buscar os morangos, a hortelã, as azeitonas, os mirtilos, a salsa, e quejandos.
Podem cá vir... não é bem assim.
Ficam do outro lado da rua que eu atiro as coives.

Cuidem-se.



quinta-feira, 12 de março de 2020

O TUGA

O Tuga é desenrascado, despreocupado, é o típico exemplo do “deixa andar”, do “depois se vê”.
O Tuga perante qualquer ameaça corre a comprar latas de atum e papel higiénico, porque como se sabe, quando espirra um Tuga, cagam-se outros dez.
Mas, mesmo assim, O Tuga não leva as coisas muito a sério, qu´isto a vida são dois dias, e o Carnaval são três, como tal xacá ir até Itália infectada de coronavírus até ójolhos, mas se o Tuga passa entre os pingos da chuva, também passa entre uns pingos de cuspo.
O Tuga chega a Portugal das suas vacanzas e faz voto de silêncio, q´ais epidemia, q´ais quê, mas alguém tem a ver com aquilo que o Tuga faz à sua vidinha, agora!
O Tuga é dispensado das aulas, como tal, aproveita o dia de calor para ir aos magotes até à praia dourar o caparro.
O Tuga tem as crianças em casa, dispensadas das aulas, por prevenção.
Ai Jasus, atão e agora?
Bora meter férias e ir até ao Algarve, aproveitar, que os preços devem estar acessíveis para o Tuga.
Depois disso, não lhe peçam para ficar mais tempo em casa com os Tugas mais pequenos, birrentos, à semelhança dos seus semelhantes.
O Tuga é trabalhador, mas não tem pruridos em meter baixa médica (nem o Tuga médico em lha passar) por uma qualquer unha encravada.
O Tuga diz mal de tudo e de todos, do vizinho, do primo, do sistema, do caralho.
O Tuga governante não gosta de tomar decisões impopulares, desagradáveis, a não ser para ir ao bolso dos outros Tugas, mas aí, é para bem dos de sempre do país.
O Tuga é hospitaleiro, gosta de receber bem les étrangers.
O Tuga preza muito a sua liberdade, faz bem.
O Tuga preza muito os seus direitos, faz bem.
O Tuga preza muito os seus deveres..., seria bonito de ver.
O Tuga é um gajo porreiro.
Afinal, o Tuga somos todos nós.

terça-feira, 3 de março de 2020

ACERCA DO CORONAVÍRUS...

tenho nada a dizer.
No entanto, danada porque quis comprar um frasco de álcool e não encontrei.
E para que raio quero eu o álcool? Dá sempre jeito, quanto mais não seja, para assar chouriços.
Também li um artigo que reitera a importância de lavar as mãos com frequência durante 20 segundos, que é o tempo de cantar os "Parabéns", mas não especifica se na versão curta ou longa, se com bolo e velas. 
E as pessoas que são testemunhas de Jeová e não comemoram aniversários, nem cantam os "Parabéns", cantam o quê?
É preciso ter atenção aos pormenores, porque as pessoas andam ansiosas, ou como se diz na minha terra "estão em arda" e convém serenar e não agitar.


sexta-feira, 21 de fevereiro de 2020

FÉRIAS, Férias, férias

Quando chega a altura da marcação de férias  pareço uma gelatina, tremo de excitação e dos nervos.
Ter de conciliar férias com as colegas, com o homem, com as filhas, não é para meninos.
Há duas semanas que uma colega não se cala com o assunto, a mula.
Somos poucas o que significa que não podemos ir na mesma altura, mas não fossemos nós gajas, todas queremos os mesmos dias, as mesmas pontes e o catano e o beltrano.
Alguém tem de ceder, geralmente eu, que sou a pessoa com mais sentido de responsabilidade e bom senso.
Venham dizer o contrário que temos festa da rija!!
As filhas têm a vida delas, mas eu ainda acho que elas são crianças e que sem mim perdem-se na praia, apanham uma insolação ou outra merda qualquer.
O homem nunca sabe quando as pode tirar, há anos que não passamos mais de duas semanas seguidas juntos e vai lá vai.
Há quem sofra com a síndrome pós-férias, eu como gosto de contrariar, sofro da síndrome marcação de férias.
E não pensem que esta é mais uma mensagem para encher tripas de porco, que a primeira crise de ansiedade que tive encontrava-me de férias.
Respect!



terça-feira, 18 de fevereiro de 2020

CHEGA!

Ontem no jornal das 8, a propósito da inqualificável atitude de adeptos do Vitória de Guimarães para com o atleta Marega, decidiu a TVI entrevistar o deputado André Ventura devido às suas declarações sobre o caso.
Disse o (des)Ventura que não se tratou dum acto racista.
Ao interpelar Ventura, o comentador Miguel Sousa Tavares, considerou - e bem, no meu entender - que se tratou de racismo cometido por idiotas.
Considero MST um homem inteligente, como tal, deve pensar com os seus botões, que igualmente idiota é conceder tempo de antena a André Ventura sempre que ele cospe os seus disparates, ou seja, constantemente.
Mas, acima de toda e qualquer idiotice, acima de todos os actos indignos, acima de toda a verborreia, estão os índices de audiência traduzidos em muitos euros, o que parece não incomodar nada Miguel Sousa Tavares.



segunda-feira, 17 de fevereiro de 2020

EU QUE EMBIRRAVA COM O DIA DOS NAMORADOS...

estou fã, desde a passada sexta-feira, dia dos dito cujos.
Com certeza que querem saber todos os pormenores - de contrário nem eu aqui vinha.
Pois eu conto.
Todos os dias é um desassossego para dormir, deito-me tarde porque o sono teima em chegar, e nos dias de trabalho a pessoa tem que se levantar obscenamente cedo.
´tão não é que no Dia de S. Valentim deu-me uma sonolência que eram 22:30 estava nas palhas deitada e estendida como o Menino Jesus! 
Dormi 10 horas e meia.
Soube-me melhor que ter ido jantar ao Cantinho do Avillez.
Pela primeira vez tirei proveito do dia, ou da noite, vá...


quarta-feira, 12 de fevereiro de 2020

MAGUI NOS ÓSCARES *

Quer-me parecer que a cerimónia dos Óscares está a ficar em modo Festival da Canção.
Já não dá tusa.
Fiquei ali a tentar deslumbrar-me com as tóletes das cavalheiras e o que vi foi um desfilar de mau gosto quinté doeu, quase que chorei dos nerves.
Aposto a unha do dedo mindinho do pé esquerdo, que se as moças fossem vestidas pela Mary Luz da minha terra ou pela D. Isabel que me arranja as bainhas e outros eteceteras, seria todo um outro nível que eu cá não vi.
Depois os meus olhos bateram no Al Pacino e aí sim, chorei a valer.
E o Brad Pitt não terá um stylist, uma mãe, alguém que lhe diga, ó homem pelo amor da Gwyneth, da Jennifer, da Angelina ou do raio, corta esse cabelo, motherfucker.
E os premiados? Quelá saber disso.
Perguntem ao Mário Augusto ou ao Paulo Portas.

* Via tv


segunda-feira, 10 de fevereiro de 2020

PINHAL DE LEIRIA

Catedral verde e sussurrante, aonde

a luz se ameiga e se esconde

e onde ecoando a cantar

se alonga e se prolonga a longa voz do mar 
(...)
Pinhal de heróicas árvores tão belas
foi teu corpo e da tua alma também

que nasceram as nossas caravelas

ansiosas de todo o Além;
(...)
do poema Pinhal do Rei de Afonso Lopes Vieira







Se o poeta te visse assim, que palavras de tristeza te dedicaria?





segunda-feira, 3 de fevereiro de 2020

NÃO TENHO GRANDE SIMPATIA...

pelo mês de Fevereiro, mas já que chegou e porque me apanhou bem disposta, desejo-lhe as boas vindas, como se isso lhe interessasse muito, mas prontes...
Trouxe temperatura agradável e a malta aproveitou para desenferrujar o esqueleto.
Ufanemos.


quinta-feira, 30 de janeiro de 2020

ÉS TÃO BOA*

Um dia destes quando cheguei do trabalho tinha a casa vazia, ia passar o serão sozinha.
Nem jantar fiz, como é costume quando o resto da malta não está, e quando está tem dias... adiante!
E que fiz eu nestas circunstâncias?
O que qualquer exemplar dona-de-casa faria.
Meti mãos à obra, no caso, à roupa e lavei umas quantas máquinas, que benzódeus, o cesto da roupa suja nunca está vazio - assim estivesse a minha carteira.
Roupa lavada, tempo húmido e frio de Janeiro, que apanha sempre uma pessoa de surpresa - só comparável à novidade acerca da fortuna da santinha da Zabel.
Vai daí, pego na roupa, enfio-a no carro e lavandaria com ela.
Saí de lá com a roupa seca e praticamente passada a ferro.
Sim, que eu só passo o estritamente necessário e mesmo assim, contrariada.
Foi portanto um serão muito clean, que nem por isso me deixou a babar de felicidade.
Já pensei em apresentar a demissão desta profissão de dona-de-casa, mas a quem, senhores?
E nesse caso teria direito a subsídio de desemprego ou ao rendimento social de inserção?
Nestas questões fracturantes, ninguém fala nas tv´s deste país, não há um contras e contras, um Miguel Sousa Tavares, uma Constança Cunha e Sá, na loucura, um Pacheco Pereira.
Ora, merda.

* Vieram ao engano com este título, ?
   Depravado(a)s! 



segunda-feira, 27 de janeiro de 2020

quinta-feira, 23 de janeiro de 2020

NÂO SABIA QUE EXISTIA...

mas gosto.
Hoje é Dia da Escrita à Mão.
Uma invenção com a qual me identifico muito, uma vez que já existe há 3500 anos e que, a cada dia que passa se torna obsoleta!
Cada pessoa tem uma escrita única, gémeos inclusive.
Permite identificar a autenticidade de documentos e a existência de certas doenças.
Também se diz que através da escrita se reconhece o carácter das pessoas.
Se assim é, brindo-vos com a minha letra e toca a enviar bitaites fofuchos acerca desta que vos escreve.





terça-feira, 21 de janeiro de 2020

VERDADE. NÃO GASTO...

muito dinheiro em livros.
As bibliotecas públicas servem muito bem quem gosta de ler. 
Claro que existem os prazos de entrega que devem ser respeitados, mas muitas bibliotecas emprestam os livros por um mês, mês e meio, o que acho suficiente.
Claro que nem sempre existe o livro que procuramos, mas há que aproveitar a oportunidade para sermos surpreendidos.
E o que dizer de alguns tesourinhos que ainda se encontram nas bibliotecas?
Alguém se lembra?
Não, ? Vocês são todos muito novos, alguns provavelmente ainda usam fralda.
Mas eu, ainda me lembro bem das bibliotecas itinerantes da Calouste Gulbenkian, sou portanto, uma espécie de tiranossauro rex!
Tive esta colecção em miúda, adorava-a, até porque as opções não eram muitas.
Tão bom.
Ainda hoje sou fã de livros infantis e dos excelentes autores que escrevem para crianças e jovens e, felizmente, em Portugal temos muitos.




segunda-feira, 20 de janeiro de 2020

QUANDO VOU AO CABELEIREIRO

é sempre uma aventura.
Nunca sei se saio de lá exactamente como imaginei.
Ao fim de longo tempo de espera já estou por tudo, e acabo por concordar com as sugestões dadas pela cabeleireira, o que também significa que fico com a carteira mais leve.
Andei uns meses a tentar convencer-me a não pintar mais o cabelo, da última vez saí do cabeleireiro com madeixas.
Coerente, portanto!
Valha-me, que agora que a minha cabeleireira tem uma esteticista fanhosa, estar sempre à espera que apareça por lá a livre Joacine para fazer as nails.


quarta-feira, 15 de janeiro de 2020

CENAS DO (MEU) UNIVERSO

Nunca fui grande adepta do exercício físico.
Não passo das caminhadas, do yoga e do pilates.
Reconheço os seus benefícios, mas tudo quanto me faça mexer suar que nem uma porca, aliada à minha preguicite aguda, aos meus (in)válidos argumentos chuva/frio/calor/não-estou-prái-virada, a coisa complica-se.
A única opção viável é mesmo pagar mensalidade, mas apenas se "formos 3 com a noiva", qué como quem diz, pouca gente, faxavôr, dêem-me espaço e não me coloquem numa montra, qual Red Street do fitness.
Não bastava eu para meter tantos obstáculos à minha pessoa, eis que o universo se encarrega de me enviar sinais para estar sogadita.
Num destes dias, o homem saiu de casa para dar uma volta na bike, caiu, magoou-se na cara ficando com um hematoma muito jeitoso.
No dia seguinte deparo-me com uma colega...
Oi?
Parece o meu marido depois da queda, mas em versão gaja!
Caiu, quando fazia uma caminhava com o homem (o dela).
Vale a pena pensar nisto.
 
 

sexta-feira, 10 de janeiro de 2020

ENTÃO E OS DUQUES DE SUSSEX?

Qué que têm, os duchesses?
É um bolo que nem aprecio.
Ah, os da realeza, que querem deixar de ser reais?
Lá a ver o que penso acerca disso...

Pois...

realmente...

caramba...

uma coisa destas...

não há respeito...

credo...

sim, sim...

esta agora...

desagradável...

assim sendo...

é referendar...

não, não...

exacto...

my god...

impressionante...

deveras...

terrível...

que sufoco...

enfim...

nem sei...

fonix...