quinta-feira, 12 de outubro de 2017

NÃO SE FAZ, CARAMBA

Quem me conhece sabe bem que não sou o tipo de pessoa que considera um animal de estimação parte da família.
Qualquer animal que se tenha, deve ser bem tratado e respeitado, como animal que é. Faz-me confusão as pessoas dormirem com os bichos, vestirem-nos como gente, tratarem-nos como bebés, mas isso é problema de cada um.
Já tive um cão, pássaros e hamsters, gostava deles, mas não fazendo parte da mobília, não eram da minha família. Eram bichos que faziam companhia cá em casa e que eram bem cuidados.
Mas, a crueldade e a indiferença gratuitas manifestada contra os bichos, deixam-me abespinhada.
Penso eu, que matar um cão por atropelamento, é um infortúnio que pode acontecer a qualquer um, mas abandoná-lo, talvez a agonizar é uma merda que só uma pessoa desprovida de neurónios e sentimentos é capaz de fazer.
Para mais, como foi o caso, deixar o animal junto à casa de terceiros, numa estrada estreita durante a noite, podendo causar um acidente de maior gravidade.
Façam favor, de enterrar a cabeça em esterco de burro, não querendo ofender os burros de quatro patas.



23 comentários:

  1. A gente lê cada história mais horrível que demonstram quão estúpido pode ser o ser humano!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há muita gente mais horrível que uma ratazana de esgoto.

      Eliminar
  2. Também me faz confusão existirem imensas pessoas a tratarem mal animais. O ser humano consegue ser mesmo cruel!
    Beijinhos,
    Cherry
    Blog: Life of Cherry

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Cherry.
      Há seres humanos que nenhum animal adoptaria.
      Bjs



      Eliminar
  3. Pequeno caso sério12 outubro, 2017

    Quanto mais conheço as pessoas mais gosto dos bichos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Infelizmente, começa a ser um pensamento muito certo.




      Eliminar
  4. Há gente capaz de tudo... Mais parecem animais selvagens do que pessoas. Uma coisa é certa, os animais não abandonam os donos doentes...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há gente que havia de andar com açaime e coleira.

      Eliminar
  5. O ser humano é tão mau
    https://retromaggie.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  6. É triste que existam pessoas assim sem sentimentos...



    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estas pessoas já lembram aqueles filmes sobre o apocalipse, em que a raça humana dá lugar a máquinas de combate.

      Eliminar
  7. Não se faz, mesmo, é de uma enorme falta de compaixão para com os animais e pouca noção do perigo que possa causar para os condutores por se depararem subitamente com um animal na estrada... tudo isso me parece bastante insensível... penso que, mesmo nos casos em que as pessoas por algum motivo não conseguem sustentar o animal, deveriam encontrar melhor opção que o abandono, como entregar a quem queira.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hoje em dia ter um animal de estimação implica muitas despesas. Precisam de tantas vacinas como uma criança.
      As pessoas têm que ter noção disso.
      Eu vivo numa praia e depois do Verão noto que existem mais animais por abandono, é uma triste realidade.

      Eliminar
  8. Querida Magui, concordo em gênero, número e grau com teu texto. Sinto pena de pessoas idosas carentes de companhia humana que transferem seus afetos aos animais de companhia como se humanos fossem. Há de haver outro jeito de transbordar seus carinhos e apegos. Eu sou cristão, que estudou em internatos colegiais de ordens religiosas e condicionei-me a crer ser pecado amar um animal como se um ser humano. Não seria melhor frequentar asilos, creches carente, hospitais de caridade para dar vazão a esse amor reprimido? Pois bem, e judiar de um animal? Não sei se é o auge ou a depressão mais rasa da vileza - um ser humano desse tipo se comporta pior que o animal mal tratado, e já o coloco no rol de pessoas doentes, débeis de cabeça. Grande abraço. Laerte.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa tarde Laerte. Como eu referi as pessoas tratam os animais como entendem, desde que os tratem bem e isso passa também por não colocar em risco as pessoas, no caso de animais perigosos. Maltratar um animal é pura crueldade.
      Grande abraço

      Eliminar
  9. Olá, os gostos e as opiniões são relativas, quando se adopta um animal, este começa a fazer parte da família, assim, deve de ser tratado com todo o conforto possível, tratar um animal está dependente da sensibilidades de cada pessoa, também entendo que existe animais adaptados ao conforto da casa o que lhes tira as defesas de protecção ao frio e a outras coisas, estes devem de ser protegidos, vestirem os animais como pessoas não é digno de uma animal, gostei de saber que vive numa praia, significa que ambos temos bom gosto, digo ambos, porque também vivo numa praia.
    Feliz semana,
    AG

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo que tratar um animal como se tratasse de uma pessoa, não é digno.
      Sim, moro numa praia, aqui nasci e aqui pretendo acabar os meus dias, de preferência daqui a muitos anos!

      Espero ter uma boa semana, obrigada, se bem que começou da pior maneira.

      Eliminar
  10. partilho a tua postura com os bichinhos.
    não os trato como a pessoas, mas não os maltrato... e pelos meus tenho um carinho especial :)

    ResponderEliminar
  11. Quanto mais conheço o ser humano,
    mais gosto dos animais!

    ResponderEliminar
  12. Pena que nem toda a gente partilhe desse sentimento.

    ResponderEliminar