quinta-feira, 14 de setembro de 2017

PODE MUITO BEM SER EMBIRRAÇÃO MINHA, POIS QUE PODE

Hoje pensei em prantelhar aqui umas fotos da granola que fiz, do pequeno-almoço que tomei e que  consistiu numa fatia de pão integral com tomate, alface e uma amostra de fatia de fiambre de peru e fruta fresca com uma camada de muesli, ou então da salada que comi ao almoço com lentilhas, salsaparrilha, agrião, nozes e queijo fresco com 0% de gordura.
Mas, não posso. E porquê? perguntam vocês muito arreliados.
Claro como água.
Não fiz nem comi nada disso.
Não gosto de granola, acho muito doce e enjoativo, o meu petit déjeuner foi café com leite e pão com manteiga e o almoço foi vitela estufada com batata frita e salada normalíssima.
Nada, que vos deixe com os olhos esbugalhados.
Isto para dizer, que já me enerva tanta comida estranha saudável por tudo quanto é canto.
Eu também tenho alguns cuidados com a alimentação, bebo chá sem açúcar, adoço o café com leite com um pouco de mel, prefiro pão escuro ao branco, como pouca carne vermelha, como muita fruta e coiso e tal.
Mas, esta moda por comida que a minha avó não daria aos porcos, já me parece fundamentalismo e como tal pouco saudável.




12 comentários:

  1. Ahahaha não alinho nessas coisas xD

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As pessoas têm direito a comerem o que bem entendem, mas realmente esta história da comida "não sei quê" já cheira mal.



      Eliminar
  2. Pequeno caso sério14 setembro, 2017

    Pequeno caso sério "ensina" Magui a fazer uma granola tão simples( e saudável) que até dói:

    1 caneca de flocos de aveia
    1/2 caneca de sementes de girassol
    1/2 caneca de sementes de sésamo
    1 caneca de amêndoas
    2 colheres de sopa de mel
    1 colher de sopa de manteiga derretida( ou óleo de côco)


    Mandas as sementes todas para dentro de uma taça.
    jogas o mel lá para dentro.
    mexes.
    mandas a manteiga para o molhe.
    mexes
    espalhas tudo num papel vegetal e levas ao forno durante 20 minutos.
    vais deitando um olho para não esturricar.
    o cheirinho que fica pela cozinha é o primeiro indicador que está pronto.
    tiras do forno e deixas ficar frio.
    guardas num frasco de vidro com tampa hermética.
    usas e abusas no que quiseres.


    o melhor disto tudo é que foi uma leitora lá do blog que me ensinou e por isso chamei-a de "granola Vicentina".

    ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Brigadinha. Mas, não sei não. Não gosto de amêndoas.
      Uma vez comprei um pacote e achei aquilo tão enjoativo, que acabou no lixo.
      E nem pensar em deixar de comer pão ao pequeno-almoço ;)

      Eliminar
  3. O que eu não entendo é a moda dos super alimentos! Neste momento estou a fazer uma dieta ketogénica (espero não assustar, não inclui nada dessas modas) mas como dizes, basta o não juntar açúcar e evitar coisas processadas e uma pessoa não precisa comprar coisas dessas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nunca tinha ouvido falar dessa dieta. Uma pessoa está sempre a aprender.
      Eu já comprei granola para experimentar e não gostei, além de que esses produtos são caros.
      Obrigada pela visita.

      Eliminar
  4. Ahahah, eu prefiro a comida tradicional =)
    Beijinhos,
    http://chicana.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A minha máxima é que se pode comer de tudo (salvo algumas excepções, por questões de saúde e do bem-estar da pessoa) sem abusar.

      Eliminar
  5. eu gosto tanto de comer, que comeria a comida que a tua avó faz e até a que ela daria aos porcos :D

    ResponderEliminar
  6. Às vezes sinto-me uma ave rara. Não sou nada dessas coisas de comida "saudável". Durante anos detestava comer depois passei a adorar portanto como posso eu pensar em comer comida "saudável"?
    E isso do saudável deixa-me com muitas duvidas. Quantas vezes não acontece dizerem que isto ou aquilo faz mal e de repente passamos a ouvir que afinal faz bem?

    ResponderEliminar
  7. Exatamente, uma pessoa já nem sabe o que é saúdavel ou não. Em minha casa consumíamos muito perca, mas depois soubemos que aquilo é peixe para comer tudo quanto lhe aparece à frente e deixámos de comer.
    Agora dizem que a dieta vegetariana é nociva para o ambiente.
    Na minha opinião é comer um pouco de tudo, não abusando.

    ResponderEliminar