quarta-feira, 23 de agosto de 2017

PARA TI, DINA

Se eu fosse poetisa, dizia para fazeres da tua dor, um poema.
Mas não sou e acho que o sofrimento não é poesia, é uma grande merda.
Não te digo, força e coragem, porque tens direito ao grito, ao choro, à revolta, à fragilidade.
Não te digo muito, pois não sei o quê, apenas que gosto bastante de ti e que admiro a tua postura.
O que tenho de melhor para te oferecer é tudo o que já sabes.
A minha amizade, o meu carinho, a minha atenção, o meu ombro para nele pousares o teu cansaço.


12 comentários:

  1. E já tens o que o melhor para oferecer...

    ResponderEliminar
  2. Pequeno caso sério24 agosto, 2017

    Tudo o que ofereces, basta.
    Às vezes, um abraço longo e silencioso, faz milagres. Trust me.
    ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nesta situação é tudo o que posso oferecer, que não minimizando a dor, espero que conforte.

      Eliminar
  3. A amizade é das melhores prendas que se pode oferecer!
    Beijinho e força para ambas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Para esta amiga, a minha amizade está e há-de sempre estar disponível.
      Beijinho.

      Eliminar
  4. Respostas
    1. Uns dias rimos, noutros choramos ...

      Eliminar
  5. Olá, oferecer amizade pura com compreensão, é o melhor que se pode oferecer quando alguém está frágil, como a Dina.
    Feliz semana em férias,
    AG

    ResponderEliminar
  6. Completamente de acordo, AG.
    Abraço

    ResponderEliminar
  7. Um abraço apertadinho, às duas.

    Beijinho,

    ResponderEliminar