quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

PARTICULARIDADES DE UMA PESSOA, QUE POR ACASO SOU EU

Já acreditei em Deus. Nunca foi uma crença profunda e apaixonada, até que um dia percebi que a minha fé, se baseava numa tentativa de perceber o sentido da vida (qual sentido?) de me agarrar a algo que afinal nunca senti.
Nunca vivenciei a espiritualidade, nunca senti uma mão superior que me amparasse, que me fizesse seguir em frente, nunca vi uma luz que me indicasse o caminho.
Percebi que não tinha significado a minha tentativa de abraçar a fé ou qualquer divindade, quando verdadeiramente esse espaço no meu coração estava vazio.
Gosto de agradecer a vida - pois  que podia ser uma estrela de Hollywood com o mundo a meus pés, mas aquilo é gente cheia de problemas, então, melhor mesmo é ser a M. Maria.
Enquanto outros dão graças a Deus, eu dou às pessoas que fazem parte da minha vida, ao homem que me atura é bom cachopo, às minhas filhas que são o meu orgulho e a minha paixão, aos meus pais que sempre me apoiaram e ajudaram, a muito boa gente que faz parte de mim e daquilo que sou, uma boa rapariga com feitio de bosta, chata, teimosa, ansiosa, emocionalmente instável, palhaça, enjoada, tímida ao ponto de ser antipática e que gostam de mim (mistérios do universo) e deixem que vos diga que fizeram um trabalhinho bem jeitoso e que gosto de vocês, porra.
Também existem os outros, os que não gostam desta doce pessoa, a quem desejo um feliz Natal e bardamerdamazé.



18 comentários:

  1. Também não consigo abraçar uma religião, tenho fé no que me rodeia!

    Bjxxx
    Ontem é só Memória | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu ainda tenho fé que o mundo se torne um lugar decente para os meus netos viverem.
      Beijinho

      Eliminar
  2. Pequeno caso sério13 dezembro, 2017

    Fé não tenho. Nunca tive.Perdi-a muito cedo e infelizmente durante a vida , tenho motivos para acreditar cada vez menos.
    PORÉM, quis Deus, o destino , ou a maluca da Filipa Brás,vá, que nos cruzássemos nestas andanças blogosféricas. 'Tão não é que gostei de ti? Deus lá terá tido as suas razões.
    ;)

    (continuo seriamente a pensar tatuar "bardamerdamazé"...)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Porque Deus é um tipo com muito sentido de humor, que junta gajas avariadas dos pirolitos (mas em bom) que sabia iam gramar uma da outra.

      Acho que foi através do blog da Língua Afiada que fiquei a saber do teu.
      (Aposto que a tatuagem ia fazer muito sucesso, talvez até que convidem para o programa do Goucha ou da D. Júlia :)

      Eliminar
  3. Também não acredito nesse gajo, é como nos politicos, talequal. Mas respeito toda a gente, inclusive quem acredita nele e também te respeito a ti, apesar de não te conhecer, nem querer, de lado nenhum ahahahahah
    Feliz pascoela :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, respeitinho é bom e eu gosto.
      Se me conhecesses a tua vida nunca mais seria a mesma :p

      Eliminar
  4. Olá, não sou católico, não sei rezar, no entanto, não critico quem o é, seja ou não praticante, critico sim a maneira egoísta como se festeja o Natal e se incute a obrigação de ofertas e outras coisas mais, menos a solidariedade,
    AG

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não crítico nem tenho esse direito.
      O Natal tornou-se um grande negócio, mesmo assim, desejo-lhe um feliz Natal, porque para mim esta é a quadra da família, por excelência.

      Eliminar
  5. Fé tenho todos os dias, mas nas pessoas e só em algumas, poucas. Quem sabe ainda me surpreendo...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A fé não tem que ser religiosa, todos temos fé em algo ou alguém e isso é bom.

      Eliminar
  6. Acho que o que move as pessoas é a fé
    http://retromaggie.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acredito que sim. Principalmente fé em nós e nos outros.

      Eliminar
  7. Temos que respeitar as ideias de cada um!

    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro que sim, nem sequer questiono isso.

      Eliminar
  8. Mesmo cheios de particularidades, é tão bom sabermos que gostam de nós!
    Beijinho.

    ResponderEliminar
  9. É tão bom ter quem goste de nós.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  10. O conceito de Deus vendido pela Igreja, para mim, também não faz sentido nenhum. Manias... :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Da Igreja instituição, eu quero distância.
      Mas, cada um é livre de acreditar no que quiser, respeito isso.

      Eliminar