quinta-feira, 23 de março de 2017

E NÃO DIGAM QUE VÃO DAQUI

Gosto tanto de cozinhar e sou tão boa cozinheira, que delego muitas vezes essa tarefa ao homem cá de casa. E não é que o raça do homem tem jeito? E não é que inventa que é um mimo? 
Um dos pratos que ele faz - e eu também, se pedirem com jeitinho - é um dos nossos preferidos, que partilho convosco porque me apetece.
O que mais me agrada nesta receita é que é fácil de fazer e sai sempre bem.
Então é isto; numa frigideira colocar pedaços de salmão sem espinha e sem pele, regar com sumo de limão, sal, mostarda e azeite. Em 10 minutos a coisa está cozinhada, (podem também juntar camarão, delicias do mar, cogumelos, ou outro ingrediente que gostem.)
Entretanto cozer esparguete, que depois se junta ao preparado anterior com queijo ralado, envolve-se tudo muito bem e vai novamente ao lume até que o queijo derreta.
Chamamos a este prato, salmão com esparguete, que somos pessoas despachadas, mas se lhe quiserem dar um nome requintado, podem dizer lá no emprego às invejosas-mor, que vão fazer para o jantar massa em cama de salmão, ou salmão salteado com mostarda ou ainda salmão à Magui, que foi uma cozinheira muito famosa na Paris boémia da primeira metade do século XX.
Bom apetite.





6 comentários:

  1. Pequeno caso sério23 março, 2017

    E eu que tinha ali umas postinhas de salmão e não sabia o que lhes havia de fazer...
    'Tá decidido. Um dia destes faço a receita e depois digo-te como correu.
    ('xa lá ver se não tenho de chamar os bombeiros)

    ;)

    ResponderEliminar
  2. Tens nada. Se eu faço e não acontece nenhuma desgraça, até um ceguinho faz melhor ;))

    ResponderEliminar
  3. Respostas
    1. Pois falta, mas sem alho também fica bom

      Eliminar
  4. Parece-me bem!
    Ele cozinha ao domicílio - tipo os restaurantes féxon de sushi e tal? ahahah

    ResponderEliminar
  5. Oh pá, espero bem que não! Que o homem não ande por aí a demonstrar os seus dotes em casa alheia ;)

    ResponderEliminar