quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

A DEUSA DAS MAMAS

O ano passado fui submetida a uma cirurgia no serviço de Ginecologia do hospital da minha área de residência, para me ser retirado um nódulo duma mama. Na consulta pós-operatório, fui informada de que se tratava dum harmatoma, ficasse eu descansada porque era benigno, mas que me encaminhavam para uma consulta de cirurgia mamária no mesmo hospital, devido à raridade deste tipo de tumor em mama.
Depois de 6 meses de espera, fui ontem à consulta e ainda estou incrédula com o que se passou. A senhora doutora, mesmo repetindo que a culpa não era minha (?), recusou-se a aceitar-me naquela consulta, devolvendo o meu processo à Ginecologia, com a informação que me estava a prestar. E esta alminha a olhar para a senhora como burro para palácio!
Lá continuou a senhora doutora num tom pouco amistoso, que o meu processo foi mal encaminhado desde o início, pois eu devia ter sido operada no serviço dela - Cirurgia de patologia mamária - porque naquele hospital ninguém sabe mais de mama quanto ela e que agora os médicos da Ginecologia continuassem com o meu caso, já que o começaram indevidamente. Pelo meio perguntava "a senhora entende, não entende?" e aqui a senhora sem entender porque é que a senhora doutora estava a fazer uma birra descomunal.
No fim pediu-me se podia ver a mama. Por quem é senhora doutora, atão a senhora é que percebe de mamas, vou lá perder esta oportunidade rara. Mas a Sra. Dra. estava mais interessada em continuar a descascar nos outros Srs. Drs., que nem o corte fizeram no sítio certo, que se fosse ela, eu não tinha ficado com cicatriz.
Ora passe bem, o tumor é benigno, não se preocupe, só a fizeram perder tempo em vir a esta "consulta", mas se tiver algum problema mais grave, cá estaremos!!! Ó senhora, não desejo eu outra coisa, senão ter um tumor maligno nas mamas para ser tratada por Vosselência, a supra sumo das ditas.
Não duvido da sua capacidade, mas isso não lhe dá o direito de tratar seja que doente for desta maneira nem de menosprezar o trabalho dos seus colegas.
Com certeza que o hospital tem protocolos a cumprir, não sei quem errou, se é que houve erro, mas sei que quem fica sempre a perder é aquele que está em situação mais vulnerável, o doente.
Enquanto houver médicos a considerarem-se deuses, a porem os seus egos inflamados à frente do interesse e bem-estar do doente, humilhando-o, fazendo-o crer que para ser bem tratado tem de recorrer ao privado, o nosso sistema de saúde nunca funcionará em pleno, pois estará minado de lobbies que o corrompem.
O sistema somos todos nós, até quando iremos assistir a este tipo de situações, de forma passiva? Até quando iremos permitir que nos tratem com caridadezinha, a seu bel-prazer, em vez do respeito e dignidade que merecemos?  
Até quando vamos admitir que se vão construindo estes muros entre quem tem o dever de cuidar e quem precisa de cuidados?
Aguardo ansiosa o desenrolar do próximo episódio.




8 comentários:

  1. Sei que o blog é público, que todos podem ler, mas será que chega a quem devia? Eu gostava que chegasse.

    ResponderEliminar
  2. Irá chegar, mas não por esta via.

    ResponderEliminar
  3. Pequeno caso sério02 fevereiro, 2017

    Nem sei que dizer.
    Não só pelo que corajosamente partilhaste connosco mas também pelo insólito da situação.

    Apenas te desejo duas coisas:
    1ª que o susto tenha terminado.De vez.
    2ª que alguém de direito saiba disto para que não se volte a repetir.

    P.S-só alguém muito especial para conseguir ironizar uma situação tão delicada. Admiro-te por isso.
    ;)*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. És uma querida.
      Não sou corajosa porque me acobardei perante o que aquela médica me disse, fiquei em choque, foi pior do que esperar pelo resultado da cirurgia. Sou optimista por natureza e sim sou irónica, não sei ser de outra forma.
      Alguém vai ter que responder pelo que aconteceu, mas duvido que não se repita, infelizmente.

      Eliminar
  4. Realmente é inacreditável, descartam os problemas e os doentes simplesmente porque um processo foi mal encaminhado...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Parece anedota e de muito mau gosto!

      Eliminar
  5. fica-se boquiaberta. nem sei o que dizer.
    boa noite, Magui.

    ResponderEliminar
  6. Boa noite Mia.
    As palavras fogem-nos perante a imbecilidade. Obrigada, gosto de te ver por aqui.

    ResponderEliminar